Preparação

No momento em que a prática se inicia, você está plantando a semente de uma atitude saudável e positiva.


  • Escolha um lugar limpo e sossegado, dentro ou fora de casa, onde você não corra o risco de ser interrompido ou distraído.
  • Durante a prática, use roupa folgada e confortável, que lhe dê mais liberdade de movimento.
  • À medida que os sentidos se expandem, a plena atenção se desenvolverá.
  • Para o exercício do sentar, você precisará de uma almofada, para que sua pélvis fique mais alta do que as pernas. Quando estiver executando os exercícios em pé, faça-os sobre um tapete ou diretamente no chão.
  • Todos os exercícios selecionados aqui no Blog, são formas de tocar e expandir os sentimentos e energias interiores. A forma externa do exercício pode ser quietude, respiração, auto massagem ou movimento, mas o exercício interno, a essência do Kum Nye, está no sentimento. Desde o momento em que você inicia a prática, concentre-se nos sentimentos e sensações que surgem
  • Participe de cada exercício tão plenamente quanto puder, envolvendo nele todo o seu ser - seu coração, seus sentidos, sua atenção, seus sentimentos e sua consciência. Deixe que seus sentimentos, tanto os negativos quanto os positivos, façam parte da experiência.
  • Torne-se íntimo dos seus sentimentos sem tentar nomeá-los ou rotulá-los. Quando sentir alguma sensação, conserve viva a energia do sentimento tanto quanto possível, deixando que ela se expanda e o preencha.
  • A experiência de cada exercício tem três características: positiva, negativa ou neutra. Tais características, no entanto, não são julgamentos, pois é tão importante sentir as negatividades e trabalhá-las, quanto sentir e trabalhar as qualidades positivas. A importância dessas qualidades é uma parte importante de cada exercício. O sentimento positivo é quente e suave e toca-lhe o coração. Você pode sentir um sentimento negativo como uma sensação entorpecida, sombria e pesada na barriga. O sentimento neutro, por sua vez, é leve, equilibrado, quieto e calmo.
  • Prove sua experiência tão plenamente quanto puder, assimilando e distribuindo-a pr todo o corpo. Você descobrirá níveis diferentes de sentimentos e experiência, e tomará consciência da energia no interior de cada molécula e de cada célula. Poderá então aumentar sua atenção e o seu contato com essa energia até que, por fim, cada parte do seu corpo atuará como uma fonte de energia. Quando compreender que a energia não tem localização, é abundante e acessível a qualquer momento, você poderá vivenciar de fato a integração do corpo e da mente.
  • Observe que os órgãos, os tecidos e os músculos estão despertando; vá até esses espaços e os investigue. Você sente dor ou alegria, talvez calor ou energia? Qual é a natureza da experiência, quais são suas tonalidades e qualidades?
  • Embora a experiência de plena atenção possa chamar-se presença mental, consciência, ou estar atento e sensível, sua natureza nada tem a ver com o nomear e definir; nesse estado, não há mais uma mente crítica julgando. O que está acontecendo é o que você está fazendo. Não há necessidade de fazer perguntas nem relatar a si mesmo o que está acontecendo. Seus sentimentos simplesmente se expressam.
  • Procure não arranjar nada dentro de si mesmo - seja apenas natural. Não há nada específico que você deva fazer para relaxar. Quando entender isso, você relaxará mais depressa.
  • Durante a prática, não se preocupe em avaliar se você precisa de mais experiência ou esforço para fazer os exercícios funcionarem. Simplesmente abra-se para a sensação de relaxamento o máximo possível. Quanto mais puder se abrir, menor será o número de distrações, problemas, pensamentos e conflitos que surgirão. A experiência cada vez maior do relaxamento alimentará o seu corpo; todo o seu ser se tornará cada vez mais sadio. A experiência da observação alerta e de relaxamento é, em si, o meio para transformar as energias físicas habituais. O seu corpo agirá por si mesmo.
  • Ao concluir um exercício, sente-se e mergulhe nas sensações. O sentar em silêncio também faz parte do exercício - é uma oportunidade para desenvolver e expandir os sentimentos que foram estimulados. Sensações de calor, vivacidade, formigamento, podem vir à tona. Fique com elas, sem tentar retê-las. nenhum esforço é necessário. Prender-se aos sentimentos, analisar ou categorizar sensações, interromperá o fluxo. Permaneça simplesmente aberto.
  • À medida que investigar seu corpo, você descobrirá áreas sensíveis e até dolorosas. espire dentro da dor; depois expire lenta e suavemente, e relaxe a área dolorida. Você descobrirá que, com o efeito curativo dos exercícios, a dor pode ser transformada em doçura profunda.
  • À medida que os pensamentos diminuem, a harmonia interior surge. Ocorre uma sensação de alívio e de confiança. Por fim, você descobrirá que os sentimentos de alegria, tranquilidade e harmonia se expandem, até que os perceberá se expandindo para o universo, e você estará ciente disso, nada mais.
  • Isso pode parecer egoísta, mas, por fim, o conhecimento de nós mesmos nos dará muito para compartilhar com os outros. No princípio talvez dediquemos 75% do nosso tempo e energia a nós mesmos, e 25% aos outros; mais tarde, as porcentagens poderão se inverter. Quando nos tornamos plenamente realizados ou iluminados, poderemos nos doar inteiramente aos demais. Então seremos livres e tudo se tornará servir.



Nenhum comentário:

Postar um comentário